16 de agosto é o dia do filósofo | 10 autores para ler neste dia especial

Farofa Filosófica

16 de agosto é o dia do filósofo! E, para comemorar, fizemos uma lista com os 10 autores mais procurados aqui no Farofa junto com suas respectivas bibliografias ou, obras mais importantes. Boa leitura!

nietzsche-bibliografia
Nietzsche | 18 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


MichelFoucaultsithum_phixr
Foucault | 26 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


hannah-arendt
Hannah Arendt | 10 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


schopenhauer-bibliografia
Arthur Schopenhauer | 21 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


bauman-bibliografia-em-pdf-download-gratuito
Zygmunt Bauman | 12 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


sartre-biliografia-para-download
Jean-Paul Sartre | 12 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


Sócrates-Filme
Sócrates | Apologia

Para ver é só clicar aqui!


russell-bibliografia
Bertrand Russell | 12 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


Platao-livros-para-download.completo
Platão | 15 livros para download

Para ver é só clicar aqui!


Simone-de-Beauvoir-Bibliografia.postpng
Simone de Beauvoir | 8 livros…

Ver o post original 46 mais palavras

Anúncios

Estudos Culturais – O pensamento de Canclini

aulasdecomunicação

Grupo: Adrielle Machado, Caio Leal, Danilo Filgueiras, Elisa Reis, Lorena Miranda e Stephanie Ribeiro.

O autor:
Nestor García Canclini é um antropólogo contemporâneo. Nascido em La Plata, na Argentina, em 1939.
Estudou Filosofia na Argentina e concluiu seu doutorada em Paris no ano de 1978. Autor de diversas obras, a qual a mais importante para nós da equipe, foi “Culturas híbridas”, vencedora do Prêmio Book Award, por ter sido considerada o melhor livro do ano de 2002 sobre a América Latina.
Canclini tem uma relação bastante estreita com o México(sendo considerado mexicano também), onde dá aula desde 1990 até os dias de hoje.
Canclini é considerado um dos maiores investigadores em comunicação, cultura e sociologia da América Latina; é um estudioso da globalização e das mudanças culturas na América Latina; e o foco de seu trabalho é justamente esse: a pós-modernidade e a cultura a partir do ponto de vista…

Ver o post original 904 mais palavras

Racionalismo e arquitetura

Coisas da Arquitetura

Silvio Colin

Publicado em 04/2006 em http://www.vivercidades.org.br em

O termo racionalismo tem sido usado na Arquitetura, não como um determinante de sua filiação filosófica, mas como critério de valor, isto é, uma arquitetura tem valor quando é ‘racional’ e, quando não o é, não tem valor. Esta atitude esconde uma impropriedade que se torna cada vez mais embaraçosa nos dias de hoje, quando vemos crescer no âmbito da grande Arquitetura muitas representações não racionalistas  e, não obstante, de grande valor.

Fig. 1 – Cidade de Três Milhões de Habitantes. 1922. Le Corbusier. O ponto alto do racionalismo arquitetônico moderno. Imagem: http://www.athenaeum.ch

Ver o post original 1.392 mais palavras

Arquitetura e psicologia

Coisas da Arquitetura

Silvio Colin

Texto extraído do livro Uma introdução à Arquitetura, de Sílvio Colin

Arquitetura, emoções e sentimentos

Como qualquer meio de comunicação estética, também a arquitetura pode transmitir um amplo espectro de emoções que faz parte de nossa vida: a apreensão diante de mudanças estruturais, a confiança no futuro, o desejo de poder, as fantasias e fixações mais diversas. Estas emoções se constituem em um conjunto possível de mensagens a que chamamos conteúdo psicológico da arquitetura, de vez que a psicologia é a ciência que pretende o entendimento das funções mentais e motivações comportamentais de indivíduos e grupos.

A palavra psicologia deriva da palavra grega psique, que podemos traduzir por alma, preferencialmente, em oposição a corpo (soma em grego). A investigação psicológica estava originalmente afeta aos filósofos, assim como de resto todo o conhecimento científico. A criação de uma ciência específica para o estudo da “alma humana” é recente…

Ver o post original 2.433 mais palavras

Malapropismo

Coisas da Arquitetura

Malapropismo em Arquitetura

2ª publicação. Ampliada.

Publicado inicialmente em 17/04/2011

Silvio Colin

vinheta malapropismo

O malapropismo, em arquitetura, acontece quando a mensagem veiculada pela forma arquitetônica é inapropriada ou inadequada ao seu conteúdo, sobretudo quando esta causa um efeito jocoso. O assunto foi extensamente explorado por Charles Jencks, ao criticar a alienação dos arquitetos afiliados ao Estilo Internacional tardio e sua resistência à adoção da linguagem simbólica.

Referindo-se à refinada linguagem de Mies van der Rohe no conjunto do Illinois Institute of Tecnology (IIT), e ao seu extremo purismo, que desconsiderava qualquer alusão simbólica, Jencks chama a atenção que a Casa de Caldeiras, que mais parece a catedral do campus, e a Igreja, que, por sua vez, parece uma casa de caldeiras.

Casa de Caldeiras do IIT. Mies van der Rohe 1947.

Legenda de Jencks: “A tradicional forma da basílica, com a nave central e dois corredores laterais. Existe até um clerestório…

Ver o post original 1.396 mais palavras